06 julho 2010

A incomodar desde 1981

Contava eu que este boteco estivesse, tal como eu, parado na actividade blogueira (e eis senão quando acabo de aprender que blogueira existe no dicionário e ao que parece sou uma bloguista) mas afinal parece que estava enganada.

Há gente um bocadinho aflita por se fazer ouvir mas só agora, três dias volvidos desde que entreguei a minha tese de doutoramento o que me deixou ligeiramente desafogada, mas ao qual irei dedicar um post próprio (ou assim espero), consegui dar-lhe a devida atenção. Como não quero que falte nada aos meus leitores, vou compensar com o destaque merecido.

Ora então disse o Café Torrado no post Filha da putice à solta o seguinte:

café torrado said ... (30/6/10 01:27) :

sinceramente diz-nos uma coisa , aos teus leitores:
- Não tens mais nada que fazer?
- Tipo um Plot novo para editar duma qualquer nebulosa?
-ou qualquer outra coisa que não seja entulho na web?

No que, na falta de moderação da minha parte pelas razões acima citadas, foi secundado pelo comentário no post Casamento entre pessoas pela Maria Joana:

Maria Joana / Amigo(a) do(a) Café Torrado said ... (1/7/10 21:49) :

Que bonito...Quase verti uma lágrima...
E deixares o(a) Café Torrado ter liberdade de expressão também? Parece-me a mim que não lhe soubeste dar uma resposta à altura...

A quem entretanto já tinha respondido a um comentário, no mesmo post.

Ao que parece tenho uma comandita de gente incomodada e nem sequer falei dos professores. Há quem leia, quem não concorde (com nada pelos vistos), a quem eu incomodo com os meus relambórios que são entulho na web, quem ache que a minha opinião e a minha crítica não valem um chavo, quem ache que o meu lugar aqui é dar respostas à altura. Há quem ache que me conhece só pelo que escrevo, quem não goste e quem de facto gaste do seu tempo para me fazer saber isso, através de uns comentários com algum sangue na guelra mas, convenhamos, pobrezinhos.

Ora bem, não me apraz comentar por ser relativamente redundante - Não tens mais nada que fazer? Tenho claro. O Café Torrado não? Pois. Entendo. - de qualquer modo, para que não haja margem para dúvidas e porque, isso sim, é para ser levado a sério - os plots? São de galáxias, não de nebulosas.

5 comentários:

Pinheiro disse...

Parabéns pela tese. :)

Anónimo disse...

Não Paula, nebulosa é mesmo a mente de alguns! Tanto desdém gratuito...Tanta mesquinhice? Tanta ausência de opinião! Sim, porque afinal o que é que se debatia aqui afinal? Com o que é que se concorda ou não concorda? Rigorosamente nada. Apenas uma incontrolável e súbita vontade de mal dizer qual boçal arroto em tarde de surbias e tremoços? Não percebi...Mas estimo as melhoras.

Assinado: A_amiga de Paula_inimiga de Maria Joana logo inimiga de Café Torrado lol

disse...

O que eu acho piada é que não gostam mas acabam por ler, e não deve ter sido apenas uma vez uma vez que se dizem leitores...
há uma máxima que se costuma usar que é "Quem está mal, muda-se".
E por mim, podes continuar a incomodar-me até sempre :)

Cafe Maria Joana Torrado disse...

Antes de mais, parabens pela tese e pelo esclarecimento acerca dos plots.
Devo dizer-te que nao me incomodas absolutamente nada, bem pelo contrario, e' sempre divertidissimo ler os teus posts! Por outro lado, ao que parece os meus coments fazem um eco diferente em ti.
Nao sei se reparaste, mas certamente gastaste muito mais tempo com a tua dedicatoria 'a minha pessoa do que eu com os meus coments...
"Presunçao em agua benta cada um toma a que quer." E foi por constatar que te encontras sempre enfasteada com a mesma que iniciei esta digressao cosmica ao mundo das tuas estrelinhas, aqui traduzidas por palavras. "Nao ha coisa mais bonita que ser-se simples sem saber", ja dizia Amalia.
Quanto aos plots, bem sei que eram de galaxias, no entanto, como saberas, plots e' tao somente uma forma de representar um conjunto de dados. O grande desafio seria editares um plot que traduzisse o numero de doses de presunçao que tomas por dia - isso sim, seria a verdadeira tese!

Rui disse...

E isto meus senhores e minhas senhoras, é a internet. Um espaço onde qualquer pessoa se pode esconder por trás do anonimato, e dizer o que bem entende e lhe apetece, sem medo de qualquer consequência real.

Já tenho anos a mais nesta vida de informática para saber que responder a este tipo de provocações, baratas e ignóbeis, são uma perda de tempo. Invariavelmente, caem em saco roto. Mas enfim, faz-se a excepção para provar a regra, uma vez que claramente não estamos a falar de pessoas sérias, até pelo triste tipo de comentário malicioso que aqui se verificou. Será que tudo isto é motivado apenas por "diferentes opiniões"? Ou será que são uma espécie de colagem de "ditos" que se encontraram aqui e ali? Será "dor de coto"? Quem sabe.

Interessante é, no entanto, verificar que há de facto pessoas a opinarem sobre um espaço de comentário livre, quanto à falta de liberdade de expressão - apesar de verem constantemente esses mesmos comentários públicados sem qualquer censura. Ora pensava eu que, parte integral do exercício de liberdade de expressão, passava por dar a cara por essas mesmas opiniões expressas.

Não esperando que este comentário faça alguém reflectir sobre... o que quer que seja. Vale apenas, pelo simples facto de ter podido dar a minha opinão.

ps: Paula, continua a escrever. Se uma escritora não incomoda, é porque não está a fazer um bom trabalho a expressar as suas opiniões ;)