30 dezembro 2006

On human stupidity, yet again

Saddam Hussein foi executado hoje pelas 03h10m, hora de Lisboa do Porto.
Estava acordada a essa hora, a seguir o assunto pela Reuters, e não aconteceu nada. Os pássaros não cantaram, a paisagem não se transformou em campos verdejantes nem soaram cornetas.
Pelo contrário. Morreram mais umas dezenas de pessoas em Bagdad, muitas mais devem ter morrido no resto do Mundo, a ETA voltou a atacar, as tropas Etíopes continuam na Somália, milhares de pessoas continuam sem casa na Indonésia e o Bush continua a ser o idiota que considera que a morte de alguém é um marco positivo.
Saddam morreu como um mártir e desta execução nasceu um mito, quem sabe um herói, sem nunca ter sido condenado ao que de facto o aterrorizava - o esquecimento.

4 comentários:

macnet disse...

o Iraque é mais uma guerra perdida pelos EUA e pior que isso mais uma derrota para a sua intenção de impôr as suas ideias ao resto do mundo. Em relação à morte do Saddam só digo que "comportamento gera comportamento". Acho que o resto da história já se sabe...

Paula disse...

Eu não acredito que os problemas se resolvem olho por olho. Aliás, acredito sim no que li uma vez olho por olho e o mundo acaba cego.

macnet disse...

eu também acho que não mas às vezes falta-nos a capacidade de dar a "outra face". o Iraque é mais um erro que os americanos estão a pagar caro. achas que o mundo está mais seguro desde a invasão do Iraque? sou totalmente contra esta guerra. enfim..sou contra tudo o que conheço da política Bush.

waffles disse...

good riddance