24 julho 2006

Porque não gosto do Rui Rio - Episódio II: Sein Kampf *

Este episódio não é pontual, pelo contrário, anda a cozinhar vários capítulos em lume brando há alguns dias.
Ao que parece, o Presidente da Câmara do Porto, tem utilizado o site da CMP para atacar, perdão, defender-se, dos terríveis jornalistas que levantam falsos testemunhos e enormes calúnias contra a imaculada figura que ocupa o trono na Avenida dos Aliados. Este facto veio a público depois do mesmo ter decidido que os subsídios, dos quais dependem dezenas de Associações da cidade, só estarão disponíveis aos que nunca em tempo algum imaginaram sequer criticar a CMP, o seu máximo representante e/ou as políticas por ele seguidas e, infelizmente, concretizadas.
Tudo isto surge depois da escandalosa decisão do Iluminado de comunicar com os media apenas por escrito, proibindo os vereadores do PSD/CDS-PP de falar aos jornalistas.
É só de mim ou estes assuntos tem todos em comum uma aura gritante de censura que transborda a olhos vistos?


O azul era a cor usada na censura de conteúdos considerados impróprios no tempo da Ditadura.
* A luta dele

2 comentários:

rup disse...

Hum... cheira-me que se não passas a usar um pseudónimo qualquer não identificativo da tua identidade, ainda te arriscas a deixar de poder pertencer a uma associação com estatuto de utilidade pública e que recebe subsidios da "all- knowing" CMP o_O

ps: se este comentário não poder estar aqui por razões de censura, aconselho-te a apaga-lo rapidamente, e eu voltarei a escreve-lo em código. A única coisa boa que saiu das guerras e da censura foi a cifra de menssagens! ;)

Paula disse...

Honey, don't worry! :)
Não é a CMP que nos concede subsídios ;)