02 julho 2008

Quem não chora, não mama?

Até há bem pouco tempo recusava-me a acreditar que aqueles que se queixam constantemente - e que relatam todos os dramas e infelicidades que constituem a sua vida como se algum prémio houvesse para o maior desgraçadinho - ganhavam alguma coisa com tal comportamento.

Mas parece que estou enganada.

Aparentemente há todo um movimento de queixosos que não só levam a sua adiante com algum proveito, como ainda são beneficiados pela enganosa compaixão que incutem naqueles que ouvem os seus lamentos. O problema dos queixosos é que todos aqueles que, por norma, não se queixam, são entendidos como livres de problemas, de preocupações, de encargos, de tristezas, de momentos maus, a vida é ó tão bela e ai que o piar dos passáros é tão bonito.

Será que os queixosos não se podem calar um bocadinho? Ou quem não chora, não mama?

4 comentários:

ABC disse...

Partilho da mesma opinião! Mas acredito que os queixosos um dia, inevitavelmente, são obrigados a calar-se, seja porq ue motivo for... pois acredito sim que há uma outra coisa qualquer que dita a justiça, pode tardar, mas não falha! A minha esperança, é estar cá para ver...

Daniel disse...

"como se algum prémio houvesse para o maior desgraçadinho"...

ao que parece, se calhar até há mesmo um prémio, não só para o maior desgraçadinho, mas para os maiores desgraçadinhos e se calhar para todos os desgraçadinhos... Aliás os desgraçadinhos, embora nunca se deixem de considerar desgraçados e infelizes e de continuar a queixar-se, seja porque dizemos que são desgraçados, seja porque dizemos que não são desgraçados, seja porque não dizemos se são desgraçados ou se não são desgraçados, sempre ficam pelo menos um pouco aliviados só por se queixarem, que é como quem diz, só por serem desgraçados - assim seriam mais desgraçados e infelizes se não fossem infelizes e desgraçados...

Às vezes parece que só resta aos não queixosos tornarem-se também queixosos, mas o melhor é não ganhar esse vício, da complacência de ser complacente... E mesmo que se queixem, correm perigos, pois os queixosos são ciumentos e possessivos relativamente à sua propriedade de se queixarem e não gostam de ver um não queixoso a queixar-se, ainda que seja só um bocadinho!

Anónimo disse...

Para se confirmar a veracidade deste quase lacrimejante post, veja-se, neste mesmo blog, o post de 16 de Junho de 2008...

Paula disse...

Anónimo, quer um kleenex?