08 fevereiro 2008

Porque não gosto do Rui Rio - Episódio VII: E assim a matam, aos bocadinhos

No rol de atentados contra a cidade mais bonita do mundo que o Sr. da Câmara da Invicta tem perpetrado, há um que se destaca de tão inacreditavelmente palerma que é - a destruição do Mercado do Bolhão.

Se algo não for feito urgentemente, o Bolhão vai ser demolido e o coração da cidade vai ficar, literalmente, feito em pedaços. Reza a história, contada na primeira pessoa pela minha peixeira do peixe congelado, que em 1998, na altura do Fernando Gomes - para quem não se lembra, foi o tal que traiu o Porto por um tacho uma panela de pressão no Ministério da Administração Interna - foi aprovado pela CMP e pelo IPPAR um projecto de reabilitação do Mercado do Bolhão, do arquitecto Joaquim Messena e que, erro crasso!, mantinha todo o Bolhão intacto.

Mas um dia, imagino eu, uns quantos gunas forçaram a entrada no gabinete do Sr. Rui Rio e, sob ameaça de canivete suíço, foi vergonhosamente coagido a enfiar o projecto na gaveta, fechá-la à chave e atirar a dita pela janela. A destruição da Avenida dos Aliados? Era ele à procura da chave.

Agora, o projecto aprovado para o Mercado do Bolhão vai desfazer por inteiro o edifício, com 150 anos, deixando apenas a fachada. Um quarteirão inteiro de história e de carácter vai dar lugar a mais um centro comercial - o mercado tradicional vai ocupar uma parte do piso superior a par com restaurantes e lojas de moda e acessórios ficam com todo o resto.

É assim, aos bocadinhos, que o Sr. Rui Rio vai matando o Porto. Só que há quem não se cale, e porque no fundo o que nos resta é mesmo a revolta, já corre na internet a petição "Impedir a demolição do Mercado do Bolhão no Porto" e espero que, pelo menos, consiga mais algum tempo porque apesar do projecto só ter sido aprovado dia 21 de Janeiro deste ano, o Bolhão vai fechar até à Páscoa. Para tapar buracos não andam tão depressa.

É nestas alturas que queria ver o Pedro Abrunhosa algemado ás portas de entrada do Bolhão - isto porque se eu me algemar lá ninguém nota. Entretanto vou fazendo o que posso para que a barraca da minha peixeira do peixe congelado não dê lugar a um cabide da Zara.

6 comentários:

Hélio disse...

Ahhh como tinha saudades da novela do Rui Rio...

Assino por baixo tudo o que disseste... mais um centro comercial? Assim sendo, vão ser logo 3 shoppings seguidos praticamente, separados fisicamente talvez em 200 metros...

Triste... muito triste, é o que é...

Marcelina disse...

Ola paula,

É verdade, ainda vou passando aqui no teu blog para ler as coisinhas que cá pões...

Sobre este assunto tenho que me manifestar. Consta que depois do bolhão, vai o mercado do bom sucesso!

Enfim, pergunto eu, para onde vão esses portuenses trabalhar quando o seu local de trabalho for deitado por terra... Pergunto eu, se o Porto já não tem shoppings a mais para o número de habitantes da cidade.
Pergunto eu, quem é que realmente quer ali um shopping? Vai ser útil a quem?
Só posso concluir que por cada obra que aquele imbecil aprova no centro do Porto muitos milhões ele mete ao bolso. Sim, sem duvida que aquele bocado de terra deve valer fortunas. Doutro modo não se percebe.

disse...

Querida SIS,
O nosso "querido" (note-se a ironia na minha voz quando profiro o adjectivo querido) Presidente da Câmara realmente nunca nos deixa ficar mal. Quando eu achava que era impossível o Sr. Rui Rio fazer mais algum disparate, não é que ele vem e consegue surpreender-nos com mais uma alarvidade?!? O Mercado do Bolhão? O homem terá a noção do que diz e faz? Qual é a necessidade de ter mais um shopping naquela zona? 3 separados por uns infímos metros? Haja paciência para aturar as palermices do presidente da câmara. O raio do homem nunca mais se vai embora! Agora é que o Pinto da Costa podia mandar uns gunas acertar-lhe o passo! Onde estás tu Carolina Salgado quando precisamos das tuas "connections"?
Por estas e por outras é que eu partilho deste teu ódio. Porque é que, pelo menos eu, odeio o Rui Rio?? Porque ele é um PALERMA!

JPP disse...

É um palerma porquê? O Bolhão como está considero o destruído... A revitalização e necessária e ninguém vai deitar o Bolhão abaixo... Não se preocupem... Há emprego para todos!

Paula disse...

Eu preocupo-me porque o Bolhão vai ser completamente descaracterizado e não, não tenho sangue de barata.

JPP disse...

Lamento mas não entendi aonde pretendia chegar com "...e não, não tenho sangue de barata.". Eu simplesmente penso que o Bolhão que existe não o torna um monumento mas uma descaracterização do que o Porto grandioso e belo mostra ser e pretende ser ainda mais no seu conjunto geral. Requalificação penso sem duvida ser um passo a seguir... E não foi com um "Oiça lá!! Venha cá assinar.." Ainda me pediam dinheiro, para ir levar maquetas do Bolhão num passeio a Lisboa com direito a almoço e rissóis ao lanche! Eu aprecio o rissol mas sem o recheio confusao...