21 novembro 2006

Person of the Month - October

I know, I know, é quase fim de Novembro e só agora é que tenho uma Person of the Month do mês passado. Na verdade estava dividida entre um jogador de futebol e a personalidade que acabei por escolher, mas ponderados prós e contras, achei que os feitos deste senhor valiam o título.
Há quem tente, muito, quem tente durante a vida toda, quem até já tenha ganho um Nobel. Mas, sem demérito para todos os outros, este é a meu ver aquele que merece uma maiúscula. Este é o Escritor, o Poeta. Dispensa apresentações.


Camões




Li uma vez um excerto, a propósito daquela anedota que foi/é o programa Grandes Portugueses, que "Camões fala de tudo com a alma a sangrar em carne viva", bem ao jeito sofrido português. Só n'Os Lusíadas o senhor escreveu mais de 1000 estrofes, todas com versos decassílabos e, como toda a gente já deve pelo menos ter ouvido falar, não eram uns versos quaisquer - todos os que tiveram que estudar Os Lusíadas, devem ter penado com tanta figura de estilo e tanta intenção escondida.
Que Camões era fora de série, nao há dúvidas, mas ainda assim não imagino as voltas que o senhor dará no túmulo com os que se dizem escritores mas que na realidade são versões chupa-chupa da literatura pimba. Acho que não devia ser permitido que alguém que dá a um livro o título de I'm in love with a Popstar pudesse sequer constar na mesma prateleira que Os Lusíadas.
Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades?

2 comentários:

Cash disse...

Há um livrinho catita, amarelo simpático, só a descascar nessa "senhora" e nos livros sobre uma jovem cosmopolita q fode tudo o q mexe, personagem tipo tão plana que toca no limite da unidimensionalidade.



Couves e Alforrecas
João Pedro George
http://www.fnac.pt/pt/Catalog/Detail.aspx?cIndex=0&catalog=livros&categoryN=Livros&category=literaturaLinguaPortuguesaCriticaLiteraria&product=9789728983116

"Um aviso, desde logo: o texto que se segue é embaraçoso para a escritora e penoso para os leitores em geral. Margarida Rebelo Pinto repete-se imoderadamente, copia frases de uns para os outros livros, tem deslizes de ortografia e comete erros gramaticais."

Começa bem. Ainda tenho q o ler todo!

rup disse...

OK, eu até nem ia dizer nada mas... estavas indecisa entre um futebolista e o maior poeta Português de todos os tempos?! Olha lá que estamos a falar nada mais nada menos do que o único poeta que de facto teve a coragem para "deitar um olhinho na sopa"!

Quanto à Margarida Rebelo Pinto... /dev/null ;)
(Cash, o link não deve estar correcto... vê lá isso sff ;))