23 julho 2009

Um murro no nariz tinha doído menos

Um nojo, é o que tenho a dizer sobre esta peça que passou no Jornal da Tarde do passado dia 20 de Julho. Como é que a RTP, estação pública de televisão, dá tempo de antena a um insulto ao jornalismo e à ciência desta natureza, ultrapassa-me por completo.





4 comentários:

Paulo Costa disse...

Eu estive para fazer um post bem grande acerca desta "reportagem"... dissecar um por um os "argumentos" da "jornalista". (já são muitas aspas. eu sei...)

Mas desisti. Como li as palavras último astronauta a pisar a lua, numa entrevista à Visão e acerca dos defensores das conspirações, já não tenho paciência para me sentir irritado com quem não quer acreditar no maior feito do homem no século XX. Já só dá para ter pena.

Quanto à jornalista, bem, era quem lhe retirasse a carteira de profissional. Sinceramente, era o que merecia por fazer uma peça com tanta mentira e estupidez concentrada.

Paula disse...

Mas o curioso foi que, segundo o Provedor do Telespectador, ao que parece nós (os indignados) não temos razão... é de uma pessoa perder a cabeça...

jorge humberto disse...

Não temos razão? então pq?

Sayuri-chan disse...

Deixa lá. Cada argumento mais enterrado em areia fina e húmida que o outro. Além do mais, o nosso jornalismo está a equiparar-se perigosamente ao jornalismo americano, portanto não me preocupam tanto este tipo de notícias, porque, de todas as formas, as (poucas) pessoas de bom senso que ainda existem, não se deixam envenenar.