09 abril 2009

3º latitude e 5 fotografias

Há experiências que custam a descrever. Os meus dias em Kuala Lumpur (KL), é uma dessas experiências em que as palavras não chegam e as fotos não falam.

Podia falar de um dos melhores jantares da minha vida com o Roti Pisang e Teh Tarik por 70 cêntimos, ou da loucura do trânsito suicida em que os sinais são meras guide lines, do ringgit, do sufoco constante de uma humidade de 80% a 35ºC, do sorriso sempre presente e da voz fininha dos asiáticos a perguntar 'ya? ya?' em que os vários thank you nunca chegavam, do maior shopping que alguma vez vi na vida, das mulheres de burqa a lerem na Cosmopolitan os segredos para uma pele bonita, dos carros da F1 para o GP no circuito de Sepang espalhados pela cidade, do 24º andar do hotel com vista para as torres Petronas, das tempestades de relâmpagos e da chuva diluvial todos os dias, da Jalan Petaling, da Butik Bintang e da Sultan Ismail, dos cheiros intensos de incenso, terra molhada e caril.

Podia falar de tudo isso mas fico-me apenas por dizer que os 2 dias de viagem num lugar em que o banco não reclinava por estar ao lado da cozinha do avião valeram todas as horas que passei no Boeing 747-400 da Lufthansa.


Petronas Twin Towers, KL


Jalan Petaling, KL


Cruzamento Jalan Butik Bintang e Jalan Sultan Ismail, KL


Teh Tarik no Restoran Yusoof, KL


Jalan Tun H. S. Lee, KL


Selamat tinggal KL.

3 comentários:

cdgabinete disse...

benvinda à asia :)
Ainda não digeri completamente a minha primeira viagem à China...e no entanto já lá voltei outra vez... e outra ...e ainda outra...
Não há como descrever

Paula disse...

Por acaso, tenho que voltar à Ásia outra vez... e outra...

jorge humberto disse...

"...as palavras não chegam e as fotos não falam..."

bem, podes juntar os dois e tens video... :P