26 setembro 2007

Os culpados do caso Maddie

Mais cedo ou mais tarde tinha que acontecer - tenho que mandar o meu bitaite sobre o caso Maddie.
Faço-o não porque ache particular piada ao nosso CSI:Portimão mas porque acho que este imbróglio é potencialmente o maior embuste de sempre, principalmente depois da (perdoem-me a franqueza) palhaçada de terem sido recebidos pelo Papa. Se até há pouco tempo atrás estava farta, muito farta, de ouvir falar no assunto, depois da reviravolta que isto deu, fiquei fascinada - como sempre fico com a estupidez condição humana.
Se a culpa do desaparecimento é do pai ou da mãe, do vizinho ou do piriquito não faço ideia e aparentemente a PJ também não. Mas a culpa deste circo que se instalou é de dois ingleses que julgam que o 112 da Praia da Luz é o número da Sky News. Diz o povo que onde há fumo, há fogo, eu prefiro antes a versão do se os investigadores acham que têm razões para duvidar, quem sou eu, que até sou de extragaláctica e a minha investigação é outra, para dizer o contrário.
Agora, com morte ou sem ela, eu gostava de relembrar que no Darfur continuam a desaparecer crianças a cada minuto e não vejo o Papa preocupado. Também gostava de referir que no Uganda milhares de pessoas ficaram sem casa por causa das cheias e que na Índia milhões de crianças são forçadas a trabalhar e, que surpresa, não vejo isso a abrir o Telejornal das 20h.
Podem até estar inocentes do desaparecimento da miúda, mas são (os) culpados por terem construído esta tenda gigantesca, com palhaços e acrobatas, onde é reservado o direito de admissão. E isto sim, para mim, é crime.

5 comentários:

Anónimo disse...

Finalmente! Alguem escreveu algo de jeito!
Conseguiste expressar exactamente aquilo que eu e outros sentimos relacao ao caso. Se isto se tornou num circo dos media, se o assunto foi desviado dauqilo que e realmente importante, se andamos a pontar o dedo as pessoas erradas...Bom, so ha duas pessoas a culpar! Sao os pais!

Hélio disse...

Subscrevo tudo o que disseste. Nada mais a acrescentar... palhaçada total!

Daniel disse...

Acrescento ainda a incrível situação entre Israel e a Síria (e pelos vistos, a Coreia do Norte e o Irão e, claro, it goes without saying, os EUA), que tem sido descaradamente ocultada do grande público, e que pode ter repercussões desastrosas para a paz mundial. Além de isso não ter aberto, que eu saiba, nenhum telejornal, nem sequer apareceu na maior parte deles (apareceu em algum? - eu vi um dia no noticiário das 2 - sim da manhã - na SICnotícias, e pequenas e discretas notícias em certos jornais). Enfim...

http://www.correiodamanha.pt/noticia.asp?id=258206&idselect=91&idCanal=91&p=200

disse...

Primeiro: No outro dia falámos as duas disso e como sempre, que coincidência, a opinião era quase a mesma...
Segundo: Embora reconheça que existem muitas tragédias e que pouco ou nada podemos fazer... recomendo(mas isto, pronto, já é aquela minha faceta difícil de controlar...) "Make some noise The Amnesty Interantional Campaign to Save Darfur" the beautiful music of John Lennon (Ah! espera esta última parte não faz parte do título) :)

Tapareli disse...

É sempre refrescante ver que a lucidez não morreu. A parte final do texto é realmente a que melhor define o trajecto do "casalinho inglês". Apenas discordo no que diz respeito à "Judite", eles saber sabem, não podem é falar ou vão todos pastar como o Gonçalo Amaral. Será isto tão propalado e_gove... do rapazito Sócrates?